.

ÍNDICE COMPLETO DE POSTAGENS EM "MARCADORES" ABAIXO DA POSTAGEM DA PÁGINA.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Sol Central


CONHECENDO A ORIGEM DE TUDO, O GRANDE SOL CENTRAL

O Grande Sol Central é o centro do cosmo; o ponto de integração do Espírito para a matéria. O ponto de origem de toda criação física e espiritual;  Quando nos referimos ao SOL e a seus atributos, precisamos  dar ênfase a sua condição de centro da identidade do universo. Antes de o universo existir, ele era apenas uma promessa de ser, que dormia no seio mais profundo do ser divino e absoluto. Brahman.
Quando despertou, no início dos tempos, ficou estabelecido então, um ponto central, “O Grande Sol Central”, a partir deste centro, provém toda a Criação existente no universo.  O GRANDE SOL CENTRAL é a manifestação física do Ser Absoluto, O Brahman, O Criador; O Principio do Universo de cuja essência tudo emana e para onde tudo volta.
O ESPAÇO CÓSMICO, é o grande ÚTERO receptor das vibrações e energias que provem do Grande Sol Central.
ESTE ESPAÇO CÓSMICO UTERINO acolhe e dá sustentação a todas as emanações de energia do Sol Central. 
As GALÁXIAS foram geradas deste Grande Centro Solar e gravitam em seu torno. Elas são em si, também SÓIS CENTRAIS menores, com SISTEMAS SOLARES menores ainda, girando ao seu redor.
O Grande Sol Central e seu Grande potencial de energia, sustenta e provê, todas as necessidades das galáxias que estão ao seu redor. O Sol de cada Galáxia sustenta e provê, todas as necessidades dos sóis centrais dos SISTEMAS SOLARES.  Tudo provem do centro do universo, tudo provem do UM CENTRAL, O GRANDE SOL CENTRAL.
Cada um destes SÓIS, são auto geradores de energia, através de suas polaridades positiva e negativa do ser, são Alfa e são Ômega  incandescentes em seu interior, e que se esfriam na periferia.
Os SISTEMAS SOLARES, também possuem um SOL CENTRAL e um ESPAÇO UTERINO receptor, onde estão os PLANETAS. O SOL do nosso sistema solar é a Estrela Divina Sirius, SIRIUS é o SOL do nosso SOL. O SOL do SOL da Terra. O Sol do nosso Sistema Solar, o Sol da nossa Galáxia. Sirius é o foco do Grande Sol Central em nosso setor da nossa galáxia.
O Sol físico carrega também a força espiritual das consciências de SER do Grande UM.  A causa espiritual por trás do efeito físico que vemos como nosso próprio sol físico e que influencia a todas as outras estrelas e sistemas solares, visíveis ou invisíveis, incluindo cada filho e filha de Deus.
Os PLANETAS formaram-se pelo mesmo processo de esfriamento externo, um SOL CENTRAL e matéria gravitando ao seu redor.
O ÚTERO dos Planetas e principalmente agora falando da nossa mãe Terra, a GRANDE MÃE NATUREZA da Terra, recebe o comando e as vibrações da união entre o SOL no centro da Terra e a cadeia Solar. Desde o Sol Central e Sirus.
Seguindo o mesmo esquema da criação, sobre o PLANETA, surgiram os seres biológicos, ficando assim constituídos os MICROCOSMOS, que são uma nova dimensão do SER, gravitando também em torno de um SOL CENTRAL, que é de natureza atômica.
Esse SOL é o NÚCLEO DO ÁTOMO, que vibra no coração de todo ser vivente, e igual a todos os sois do universo e integra-se a realidade simultânea de toda a CADEIA SOLAR.
A CADEIA SOLAR  ordena hierarquicamente segundo a ordem de grandeza dos sois que se sustentam ligados entre si pela inteligência superior e integrada pelo GRANDE SOL CENTRAL.
O MACROCOSMO  gravita em torno do  SOL CENTRAL da nossa Galáxia, SÍRIUS OU SÍRIO. Por SÍRIUS penetram as diretrizes da GRANDE LEI, do GRANDE SOL CENTRAL e passam pelo SOL DO NOSSO SISTEMA governados por HÉLIOS E VESTA até chegar a nosso planeta Terra e aos nossos corações.
O nosso coração é o nosso centro. As energias, consciência e diretrizes do Grande Sol Central, depois de transformadas por todos estes sóis que rebaixam esta energia até  finalmente penetrarem o interior do Microcosmo do HOMEM até o CHAKRA SECRETO, atrás do chakra do coração, onde habita o nosso Eu Superior. Se recebêssemos esta energia diretamente do UM CENTRAL, seríamos destruídos completamente. É como se ligássemos toda a energia da hidroelétrica de Itaipu a uma pequena residência de uma cidade. Ela explodiria.
Cada vez que SÍRIUS vibra de uma determinada maneira, também o fazem simultaneamente todos os SOIS da CADEIA SOLAR, inclusive o SOL CENTRAL de cada ser humano, que é o seu próprio chakra central do coração.

O CORAÇÃO NÃO É SÓ O CENTRO GRAVITACIONAL DO HOMEM, 
É TAMBÉM UM PONTO DE INTEGRAÇÃO COM A UNIDADE DO UNIVERSO.


O Grande Sol Central está ligado a nós de 3 maneiras principais:
1º Primeiramente pelo ESPÍRITO. Esta é a vontade do Pai. O Espírito do Pai é a sua "Santa Verdade Universal", é isto que nos move e  nos dá a razão e a consciência para agirmos e sermos uma expressão individual e única na vida. O Pai nos da a capacidade de sermos únicos através de seu Espírito Santo.
2º A ENERGIA VITAL que desce pelo cordão de cristal diretamente do UM no Centro do Universo até a nossa Presença de Deus, o EU SOU O QUE EU SOU, e acende nossos chakras com a Harmonia, o Poder, o Amor e a Sabedoria divina em ação no homem, para podermos agir e sermos livres. Esta é a energia que o Pai nos dá para manifestarmos nossa individualidade no UM, servindo a comunidade de irmãos viventes.  
3º A VIDA que está ao nosso redor. Toda vida emana energia do UM. Estamos conectados uns aos outros e ao UM, através de sua manifestação individual em cada um de nossos irmãos. Sendo o centro da Terra e o nosso SOL DE HÉLIOS, (o sol do nosso sistema solar) as manifestações mais fortes e significativas do UM que podemos encontrar à nossa disposição. Eles são o maior exemplo físico do Grande Sol Central que temos à nossa disposição.

TOCANDO NO GRANDE SOL CENTRAL -
Ao acordar pela manhã, sente-se na borda da cama, levante a mão direita para o céu e coloque a mão esquerda no centro do seu peito. Visualize o Grande Sol Central, e invoque d'Ele toda a energia que vai precisar para seu dia.
Diga: Bom dia amado Sol Central do Universo. Busco em Ti toda a energia que preciso para que o meu dia seja maravilhoso, e o meu plano divino possa cumprir-se. 
Invoco a consciência e a sabedoria de tudo o que preciso para cumprir com a tua vontade neste dia.
Invoco Luz e Energia, suprimento e alegria. 
Invoco a chama da purificação para a libertar meu coração.

Bom dia, meu amado Grande Sol Central!

Copyright © Paulo Rodrigues Simões - 2004 - Todos os Direitos Reservados - Autorizamos a reprodução do conteúdo desta página em outras páginas da web,  para fins de estudo, exclusivamente. Porém, comunicamos que as nossas obras estão protegidas pela lei dos direitos autorais, o que nos reserva o direito de exigir a indicação dos nomes dos autores e a  fonte das obras utilizadas em estudos.
Ao utilizar nossos textos, indique sempre o web site - www.eusouluz.com.br
_________________________________________________________________________

Poderosa Onda de energia foi emitida pelo Sol Central da Galaxia

Posted by  on 31/01/2015
A NASA registrou poderosas emissões de ondas de energias (Cinturão de Fótons) desde o Buraco (Hunab KU-Sol Central) Negro do Centro da nossa Galáxia Via Láctea

 O Buraco Negro com “tamanho estimado de 4 milhões de massas solares” que se esconde no centro (por “trás do gigantesco SOL CENTRAL” da nossa Galáxia) da Via Láctea tem uma reputação de ser como um gigante gentil. Os buracos negros” arrotam e explodem” quando engolem o gás existente em torno de si, mas o nosso leviatã local apenas dá umas mordidelas ocasionais na nuvem de gás que lhe envolve  como se fosse um lanche leve.
Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com
NEWS BLOG,  by Monica Young
Esquerda: Símbolo Maia para o Buraco Negro/o Sol Central da nossa Galáxia, Hunab KU.

O buraco negro central da nossa galáxia emite regulares e misteriosas explosões de raios-X. Pela primeira vez, o novo telescópio NuSTAR- Nuclear Spectroscopic Telescope da NASA com o foco mais agudo, captou uma visão da emissão da alta energia em ação. 
O novo telescópio NuSTAR- Nuclear Spectroscopic Telescope, da NASA, gravou esta expansão violenta de energia emitida  pelo supermassivo buraco negro chamado de Sagitário A do Centro da nossa Galáxia Via Láctea no final de julho. A imagem de fundo mostra um amplo campo de visão, em infravermelho do centro da Galáxia. Inserções de zoom no buraco negro gravou como a energia se inflama desde o centro em repouso, explodindo para em seguida, desaparecer. 
O novo telescópio NuSTAR- Nuclear Spectroscopic Telescope, gravou esta expansão violenta de energia emitida pelo supermassivo buraco negro chamado de Sagitário A do Centro da nossa Galáxia Via Láctea no final de julho. A imagem de fundo mostra um amplo campo de visão, em infravermelho do centro da Galáxia. Inserções de zoom no buraco negro gravou como a energia se inflama desde o centro em repouso, explodindo para em seguida, desaparecer. O gás mais quente, localizado perto do buraco negro, pulsa como o ponto branco central visto nas imagens de raios-X. O gás um pouco mais frio fica associado com um gás remanescente de uma velha explosão de uma supernova nas proximidades e é responsável pela existência da nuvem circundante (DO RAIO) rosa.Foto: NASA / JPL-Caltech. (
http://www.nasa.gov/mission_pages/nustar/main/index.html
)
 O Buraco Negro com “tamanho estimado de 4 milhões de massas solares” que se esconde no centro (por “trás do gigantesco SOL CENTRAL” da Galáxia) da Via Láctea tem uma reputação de ser como um gigante gentil. Os buracos negros” arrotam e explodem” quando engolem o gás existente em torno de si, mas o nosso leviatã local apenas dá umas mordidelas ocasionais na nuvem de gás que lhe envolve  como se fosse um lanche leve.
 Esquerda: Reprodução da deusa egípcia, aÍSIS Negraa Mãe (Cósmica) de todos os sóis/estrelas e a “BASE” do poder do Faraó. Símbolo da energia divina feminina e a “BASE” do Cosmos dos universos materiais.
Notar a figura do triângulo com base para cima e o vértice para baixo formado pelas mãos de ÍSIS: o Símbolo doTriângulo equilátero feminino (com o Vértice embaixo e a base em cima) da energia FEMININA da Deusa, com o ponto central de LUZ   quase idêntico ao da foto do centro da Galáxia feita pelo telescópio NuSTAR da NASA.
Como os buracos negros supermassivos evoluem, o nosso é considerado muito silencioso. Mas de alguma forma, apesar de sua dieta escassa, o nosso gigante gentil é capaz de liberar enormes flares de raios-X mais ou menos diariamente. Erupções ligeiras de rádio e raios infravermelhos podem ocorrer ainda mais frequentemente, até várias vezes por dia. Agora, pela primeira vez, o telescópio da NASA, o Telescópio Nuclear Spectroscopic (NuSTAR) capturou um visual de alta energia sendo emitidos em de um desses flares.
Durante um período de dois dias no final de julho, o NuSTAR detectou emissão  de raios-X do centro da Galáxia com energias até quatro vezes maior do que pode ser observado com o telescópio orbital do Chandra X-ray Observatory
O mais novo telescópio de raios-X da NASA tem imagens 10 vezes mais nítidas e 100 vezes mais sensíveis do que os instrumentos de alta energia que vieram antes, como o Internacional Gamma-Ray Astrophysics Laboratory (INTEGRAL), permitindo que o telescópio NUSTAR possa gravar a atividade no buraco negro que os instrumentos anteriores perdiam.
Para emitir os raios-X de alta energia detectados pelo NUSTAR (6-79 keV), o gás ao redor do buraco negro teve uma ignição a cerca de 100 milhões de graus Celsius (180 milhões de graus Fahrenheit) 11 vezes mais quente que o centro do nosso sol. Os astrônomos sabem que este plasma quente deve aparecer perto do buraco negro, mas não sabem ainda se as espirais ao redor do centro galáctico são partes de um fluxo de entrada ou se está atirando longe dos polos do buraco negro como parte de um jato relativístico. Os astrônomos também não sabem ainda por que o gás se aquece tão de repente em uma base regular. Teorias incluem rupturas dos campos magnéticos ou turbulência agitando o gás mais próximo da borda do buraco negro.
Como alternativa o monstro pode estar se alimentando de fragmentos deasteroides de acordo com uma nova teoria proposta no início deste ano. Esse estudo sugere que uma nuvem de asteroides e cometas circunda o buraco negro, despido de estrelas há muito tempo e que se aventuraram muito perto um do outro. 
Para um gigantesco buraco negro, “engolir” pequenas porções dos asteroides ocasionalmente seria como ocasionalmente comer um naco do bolo do gás circundante, proporcionando uma rápida explosão de energia a partir de apenas um pouco de massa. O  NUSTAR observou o surto recente, como parte de uma colaboração internacional se unindo para observar o comportamento da besta (o Buraco Negro) no centro da nossa galáxia.
Uma foto espetacular do Centro da nossa Galáxia (na direção de Sagittarius A) em imagens obtidas de três diferentes telescópios: Chandra X-Ray, Hubble e Spitzer Space Telescopes.
Além do telescópio NUSTAR, a atividade de vigilância de julho incluiu observações de cinco outros instrumentos de observação em raios gama, de raios-X de baixa energia, infravermelho, e comprimentos de ondas de rádio. Observação simultânea em vários comprimentos de onda são importantes porque, embora esteja claro que o buraco negro exista – uma super estrela gigante recentemente foi vista completar uma órbita total em torno dele – muito do comportamento do gigantesco buraco negro  por trás do SOL CENTRAL da Galáxia é um mistério. As detecções de emissão de alta energia de raios-X do telescópio NuStar acrescentam uma peça fundamental para a busca da solução do quebra-cabeça.
Posted By Monica Young, related content: News TopicsBlack HolesMilky Way news.
A Terra e seu núcleo estão respondendo a essas emissões de energia do Sol Central da Galáxia, para saber (e informar-se) mais veja em:
  1. http://thoth3126.com.br/2012-o-cinturao-de-fotons-e-as-pleiades/
  2. http://thoth3126.com.br/sons-misteriosos-sendo-ouvidos-em-todo-o-planeta/
  3. http://thoth3126.com.br/sinkholes-surgem-por-todo-o-planeta/
  4. http://thoth3126.com.br/mudanca-nos-polos-geomagneticos/
  5. http://thoth3126.com.br/sinais-de-mudanca-nos-polos-e-no-campo-magnetico/
  6. http://thoth3126.com.br/o-cinturao-de-fotons-acelera-as-mudancas/ 
Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.
thoth-escriba

Postar um comentário

Marcadores